O que você é?

sexta-feira, 30 de julho de 2010

FUCK YOU.

Olhe dentro, olhe dentro da sua pequena mente
Então olhe um pouco mais profundamente
Porque nós estamos tão sem inspiração tão enjoados e cansados
De todo o ódio que você cultivou

Então você diz que não é normal ser gay
Eu apenas acho que você é mau
Você é apenas um racista
Que sequer serve para amarrar meus cadarços
Seu ponto de vista é medieval

Foda-se, foda-se muito, muito mesmo
Porque nós odiamos o que você faz
E odiamos toda a sua corja
Então por favor nem mantenha contato

Foda-se, foda-se muito, muito mesmo
Porque suas palavras não condizem
E está ficando muito tarde
Então por favor nem mantenha contato

Você se sente
Você se sente um pouco por fora
por ter uma mente tão pequena?
Você quer ser como seu pai
É aprovação que você busca
Bem, não é assim que você irá encontrá-la

Você, você realmente curte
viver uma vida tão odiosa?
Porque há um buraco no lugar em que sua alma deveria
estar
Você está perdendo o controle
E é realmente nojento

Foda-se, foda-se muito, muito mesmo
Porque nós odiamos o que você faz
E odiamos toda a sua corja
Então por favor nem mantenha contato

Foda-se, foda-se muito, muito mesmo
Porque suas palavras não condizem
E está ficando muito tarde
Então por favor nem mantenha contato

Foda-se, foda-se, foda-se
Foda-se, foda-se, foda-se
Foda-se

Você diz que acha que precisamos ir á guerra
Bem, você já está em uma
Porque são pessoas como você que precisam morrer
Ninguém quer a sua opinião

Foda-se, foda-se muito, muito mesmo
Porque nós odiamos o que você faz
E odiamos toda a sua corja
Então por favor nem mantenha contato

Foda-se, foda-se muito, muito mesmo
Porque suas palavras não condizem
E está ficando muito tarde
Então por favor nem mantenha contato

Foda-se, foda-se, foda-se
Foda-se, foda-se, foda-se


♪ Fuck you.

O amor contra o destino

video

Confessando

video

quarta-feira, 19 de maio de 2010

terça-feira, 4 de maio de 2010

Lucros ao se assumir.

1) Por mais que existam piadas, comentários, opiniões e até religiões reforçando o preconceito e a homofobia e tentando esculhambar os homossexuais, lembre-se de que a sua orientação sexual não vale menos do que as demais, nem é motivo de vergonha. Você não é melhor ou pior do que os outros (muito menos sujo, pecador, culpado ou doente) por ser homo, bi ou heterossexual. Sua sexualidade é apenas mais um detalhe sobre você, assim como a cor dos seus olhos.

2) Sair do armário pode ter um custo na vida pessoal que deve ser avaliado. Mas também pode trazer benefícios. O fim das mentiras é sempre um alívio. Vencido o estranhamento inicial, suas relações ficam mais próximas, profundas e autênticas, com parentes e amigos gostando de quem você é de verdade. Além disso, você faz sua parte para que a sociedade assimile melhor a diversidade, ao mostrar a ela referências diferentes dos estereótipos. Pense nisso e tome sua decisão, no momento oportuno e para as pessoas que julgar adequado (você não precisa dividir sua intimidade com todo mundo).

3) Dê apoio àquele(a) amigo(a) que saiu ou foi retirado(a) do armário. Mesmo se foi uma decisão precipitada ou as conseqüências foram desastrosas, jamais lamente ou critique. Um e-mail, um telefonema, um convite para um café (ou, em casos extremos, uma mãozinha para conseguir um novo lar ou um novo emprego), são boas maneiras de ajudar.

4) Não tenha medo de andar de mãos dadas, beijar e fazer as mesmas carícias que outros casais podem trocar em locais públicos. Ninguém tem o direito de pedir que você pare de fazer aquilo que é permitido aos demais. Expressar seu carinho não significa agredir ninguém e você não precisa ficar constrangido por isso.

5) Da próxima vez que você ouvir uma piada escrota ou um comentário maldoso contra homossexuais, não finja que acha natural, muito menos engraçado. Avalie quem são seus interlocutores e, se você achar que vale a pena, mostre que essas visões são fundadas em preconceitos e ideias inadequadas. Muitas vezes, o problema é de falta de informação (o que também vale para quem fala em “homossexualismo” e “opção sexual”). Você pode ajudar a mudar a mentalidade sem se tornar um patrulheiro chato.

6) Não semeie o preconceito interno. Você pode preferir alguns estilos, tribos ou grupos, com quem tem mais afinidade. Mas isso não lhe torna melhor do que os “afeminados” (ou as “masculinizadas”), pobres, nordestinos, negros ou gordos, nem lhe dá o direito de desprezá-los ou humilhá-los. Não faz sentido gays falarem mal de travestis, travestis falarem mal de lésbicas, lésbicas falarem mal de gays...

terça-feira, 27 de abril de 2010

"Aviso"

Gente, eu não tenho postado aqui no blog porq estou um pouco sem tempo D:
Pois eu estava estudando que nem um condenado para a prova que fiz hoje, 27 de abril de 2010. Como eu precisava passar nessa prova, estava estuando até as 10 da noite, sem tempo nem pro meu amorsinho >< HUDFSHUFHUSHDUHUS
Enfim, como já fiz a prova, espero que eu volte a ter vida social decente, rs. E estarei atualizando o blog, sempre que eu puder.
Mais novidades estão vindo por aê ;)

hehe, obrigado aqueles que vêem me acompanhando.
Amo vocês, :*

terça-feira, 20 de abril de 2010

Dicionário Gls.

Arrasou - Expressão de admiração em relação a um ato bem-sucedido de outra pessoa.
Abalou - O mesmo que arrasou.
Aurora - Mal cheiro.
Alibã - Polícia.
Amapô - Mulher.
Aqüé - Dinheiro.
Aqüendar - Olhar, paquera, também pode ser usado como fazer sexo.
Atender - ficar com alguém, transar.
Azuelar - o mesmo que dar a Elza

Bafão - Confusão.
Barbie - Homem homossexual malhado e afeminado.
Beijar - o mesmo que dar a Elza só que descaradamente
Bill - Gay, homossexual masculino.
Bilú - Homossexual metido a rico.
Bofe - Homem bonito.
Bolacha - Homossexual feminino.

Cheque – Cocô. (Da mesma forma que nena).
Cherokee - o mesmo que caminhoneira
Chuchu – Barba.
Carimbo - Doença sexualmente transmissível.
Carimbar - Transmitir doença.
Caminhoneira - mulher homossexual masculinizada
Carão - Fazer pose, debochar.
Chuca - Lavagem instestinal
Chuca Vaporetto - Lavagem instestinal com água quente
Close - Pessoa metida.
Colar velcro - ato sexual entre duas mulheres.
Colocação - Se drogar, ficar alto.

Demônio - Gay feio (a).
Dumdum - Pessoa negra.
Desaqüendar - sair fora, deixar o lugar.
Doce - Armar confusão, fazer o mal.

E aí? - Expressão de cumprimento, talvez a mais usada no meio homossexual. O mesmo que olá, como vai?
Ebó - macumba, trabalho
Edí - ânus
É tudo - Algo muito bonito e/ou interessante.
Entendida (o) - Lésbica, gay.
Enxerto - Intriga.
Elza - Roubar.
Erê – Criança.
Equê - Mentira.

Fomfom – Gazes.
Fita – Esperma.
Fancha - sapatão

Gravação - Sexo oral.
Ilê - casa

Mona – Mulher; ou homossexual masculino afeminado.
Mondongro - Feio, esquisito (nome dado às deformações causadas pelo uso de silicone industrial).
Mala - órgão genital masculino.
Maricona - Homem homossexual com mais de 50 anos.
Mati - pequeno.

Nena – Cocô. (Da mesma forma que cheque).
Neusa – Homossexual; ou mulher oriental.
Neca - órgão genital masculino.

Olofom - Mal cheiro.
Odara - grande
Ocâne - órgão genital masculino
Ocó - Homem.

Pajubá - Dicionário gls
Pencas - Em grande quantidade, muito.
PAM - Sigla para Passiva Até a Morte.
Picumã – Cabelo.
Picumã do equê – Peruca.
Parô tudo - Expressão de admiração sobre algo que seja bonito ou um ato corajoso.
Paulo Otávio - Cocaína
Pintosa - Homem homossexual bem feminino.

Racha - órgão genital feminino

Se joga! - expressão de estímulo, o mesmo que "Vá em frente"
Suzie - Homem homossexual malhado, afeminado e já com mais de 40

Tata - Homossexual masculino muito afeminado.
Tombar - arrasar, chegar arrasando
Tô loka - Expressão de raiva, também usada para indicar que a pessoa está sob o efeito de drogas ou álcool. Pode também ter sentido jocoso.
Taba - Maconha.
Tá meu bem! - expressão de admiração
Travlon - Travesti.
Tô passada - Expressão de espanto e também de admiração.
Tô bege - O mesmo que tô passada!
Tufo - muito, as pencas

Uzê - Ruim, pior que uó.
Uó - Alguma coisa ruim.
Um luxo - Algo bonito, interessante...

Zalene - estar excitado.

Correr riscos

Rir é correr risco de parecer tolo.
Chorar é correr o risco de parecer sentimental.
Estender a mão é correr o risco de se envolver.
Expor seus sentimentos é correr o risco de mostrar seu verdadeiro eu.
Defender seus sonhos e idéias diante da multidão é correr o risco de perder as pessoas.
Amar é correr o risco de não ser correspondido.
Viver é correr o risco de morrer.
Confiar é correr o risco de se decepcionar.
Tentar é correr o risco de fracassar.
Mas os riscos devem ser corridos, porque o maior perigo é não arriscar nada.
Há pessoas que não correm nenhum risco, não fazem nada, não têm nada e não são nada.
Elas podem até evitar sofrimentos e desilusões, mas elas não conseguem nada, não sentem nada, não mudam, não crescem, não amam, não vivem.
Acorrentadas por suas atitudes, elas viram escravas, privam-se de sua liberdade.

Somente a pessoa que corre riscos é livre!

domingo, 18 de abril de 2010

Sofrimento.

As Vezes da vontade de sumir,
Ir para o céu, sei La, mais será que valera a pena?
Valera a pena ficar fugindo da realidade que é nosso mundo?
Acho que não, mesmo sendo difícil tolerar tantas injustiças,
Pessoas sendo discriminadas pela sua orientação sexual,
Pessoas brigando, matando...
Por que não podemos ter um mundo descente?
Do que adiantara eu fugir, e larga todos nesse mundo pra sofrer, igual eu estava sofrendo?
Então é melhor cada um fazer sua parte,
Ajuda mais do que ficar dando palpite e não fazer nada!
Se todos ajudarem, vamos conseguir fazer a diferença.
Podia ser algo fácil, pensar e acontecer.
Mais sei que não é assim, mas é sonhando que vamos conseguir a resposta positiva.
E enquanto eu viver, vou lutar pela melhoria do mundo em que vivemos.

quinta-feira, 15 de abril de 2010

terça-feira, 13 de abril de 2010

Tenho muita sorte

"De repente, não mais que de repente", cheguei à conclusão de que sou um homem de sorte, pois o destino me brindou com a dádiva de encontrar você em meu caminho.
Enquanto muitas pessoas elevam preces pedindo riqueza e prosperidade, o meu único pedido é que você nunca se afaste de mim, pois a sua companhia me é fundamental e mais valiosa do que qualquer outro bem que possa existir.
Preciso de você ao meu lado, pois a sua presença me traz alegria e confiança. Assim, alegre e confiante, sinto-me mais forte e saudável para enfrentar a vida e enfrentar o mundo. Sinto-me mais capaz de cuidar de você, oferecendo-lhe sempre o meu peito amigo e amoroso, oferecendo-lhe sempre o meu amor, o meu carinho e a minha compreensão.
Para mim, ter encontrado você assim, meio por acaso, foi como achar um tesouro sem mapa. Que essa felicidade seja duradoura.

" A minha infância".

Quando eu tinhas uns 8 anos de idade, comecei a sentir algo diferente pelo meu vizinho, que era meu melhor amigo na época. Era um sentimento diferente, não sei explicar, só sei que era algo inacreditável. Não sei se era apenas com ele, ou se era com os meninos em geral. Eu tinha curiosidade de ficar com meninos.
Com o passar do tempo, comecei a me isolar, me trancar no quarto, ficar no escuro, chorar muito. Achava que aquilo que eu estava sentimento, fosse uma doença, fosse algo anormal. Porque meus pai serem me disseram: 'Que menino gosta de menina, e menina gosta de menino'.
E eu era um menino, que sentia algo por outro menino.
Me sentia diferente de todas as outras pessoas que eu conhecia, achava que eu era o único que tinha aquele tipo de sentimento dentro de mim.
E esse menino, era meu amigo, meu melhor amigo. Brincávamos de pique, de bola, boneco, e até mesmo, "de darmos selinho um no outro". Aos 12, fui descobrindo coisas novas em meu corpo, como a masturbação. Mais tarde, aos 15, decidi perder essa minha "curiosidade" em ficar com meninos. Foi algo estranho, uma experiência que eu nunca tinha presenciado, e que nunca iria imaginar que um dia fosse presenciar.
Mas, como não podemos dizer : Nunca. Devemos dizer, nunca diga nunca.
E ali foi crescendo cada vez mais dentro de mim, e hoje eu sei o que realmente eu sei. O verdadeiro EU que não conhecia. Um garoto de 17 anos, bissexual.

Saudade.




Essa palavra que insiste em fazer parte de todos meus momentos,esse sentimento que me faz viajar em pensamentos para tê-la mais próximo ao meu coração. Hora uma saudade gostosa,por vezes a dor é tão profunda que não sei como ressisto.Busco em lugares,busco em seu rosto algo que me faça ter a sensação de que estás ao meu lado. Mas a saudade é íntima do tempo, que insiste em andar para trás, retardando o momento de te amar novamente.Uma certeza apenas me resta que é este amor imenso que sinto por você, meu pequenino, querido e amado, homem em que encontrei tudo que já busquei.Amo esse sentimento, amo o amor que você fez nascer em mim. Se cuida para mim, e vem me amar assim como te amo.


J.G <3

domingo, 11 de abril de 2010






É tão fácil dizer eu te amo, mais será que é fácil amar sem o amor?
Er, essa postagem é diferente de todas as outras que até aqui foram escritas.
Eu prometi a uma pessoa, que postaria algo para ela aqui, estou cumprindo a minha palavra <> a dois dias, venho conhecendo melhor uma pessoa, diferente de todas as outras, primeiro porq éo fã nº1 do blog, segundo porq tem um jeitinho especial de ser, qe vem me conquistando cada vez mais. Tá sendo tão bom ficar com essa pessoa, qe ninguém tem noção do que eu venho sentindo. O sentimento qe vem crescendo dentro de mim cada vez mais.



Não vejo a hora de estar em seus braços, pegar em tuas mãos e beijar os teus lábios, o amor que desconhece barreiras, que nasceu em mim tão suave e hoje ele ocupa todo o meu coração... amor tão grande no qual pensei que nunca fosse sentir por alguém....
Nunca senti tão seguro em outros braços, e a cada momento não penso só no prazer presente... penso principalmente em momentos agradáveis... onde haverá vida e lembranças para tempos futuros...


J.G <3

sexta-feira, 9 de abril de 2010




Já era tarde!
Naquele momento meus olhos já haviam cruzado os teus, seu olhar desviante e inseguro para o nada, como se eu fosse causar algum mal, como se minhas pupilas pudessem exteriorizar algo que causava-te medo. Pequenas palavras, palavras pequenas... Logo pude perceber a melodia da voz daquele ser inconceituável, seu jeito de falar e aquele meio sorriso no rosto. Ah quanta beleza! Quanto brilho em um olhar somente!
Meu corpo em constante agito não se fez silencioso diante daquele anjo em forma de homem, meus lábios falavam sem pronunciar uma silaba sequer, e meus olhos extasiados de amor diziam mais do que podem dizer mil palavras...
Era tarde!
Esse sentimento nasceu em mim naturalmente quebrando todas as formas de conceituar o amor, extrapolando o sensato... Quando percebi eu já estava envolvido no seu mundo, nossas vidas agora não eram duas distintas como antes, mas uma vida somente unidas pela magia do amor.

Respeito.

Quero respeito

Eu sou gente... você sabia??
Mesmo sendo diferente dos outros, eu queria respeito.
Se fosse com você, o que você faria?
Sou como você, tenho um coração no peito!

Pare com isso
Não vai resolver
Eu sou o que sou
E o que sempre vou ser

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Era tarde.



Naquele momento meus olhos já haviam cruzado os teus, seu olhar desviante e inseguro para o nada, como se eu fosse causar algum mal, como se minhas pupilas pudessem exteriorizar algo que causava-te medo.
Pequenas palavras, palavras pequenas... Logo pude perceber a melodia da voz daquele ser inconceituável, seu jeito de falar e aquele meio sorriso no rosto. Ah quanta beleza! Quanto brilho em um olhar somente! Meu corpo em constante agito não se fez silencioso diante daquele anjo em forma de homem, meus lábios falavam sem pronunciar uma silaba sequer, e meus olhos extasiados de amor diziam mais do que podem dizer mil palavras... Já era tarde!
Esse sentimento nasceu em mim naturalmente quebrando todas as formas de conceituar o amor, extrapolando o sensato... Quando percebi eu já estava envolvido no seu mundo, nossas vidas agora não eram duas distintas como antes, mas uma vida somente unidas pela magia do amor [...]

Doce revelação




há coisas que que acontecem a um palmo do nosso olhar e nem percebemos, não é mesmo? Normalmente, isso acontece quando estamos muito distraídos ou, simplesmente, fechados para o mundo exterior. Não que eu esteja querendo "enrolar", mas é que ficava muito chato eu começar este bilhete dizendo logo que estou apaixonado por você e que acho muito estranho eu estar cego de amor enquanto você parece estar cego para o meu amor. Se é por pura distração que você ainda não percebeu a maneira como eu olho para você, ainda tenho alguma esperança de que esta cartinha surta efeito. O meu medo, no entanto, é que você já tenha notado o meu verdadeiro interesse por você e não esteja dando a mínima. Será que é isso mesmo? Sinceramente, espero que não... Desconfio mesmo que você ainda não entendeu que há alguém que te olha com outros olhos e que fica com a respiração alterada quando você está por perto. Por mais que eu procure ser discreto, às vezes me pego dando a maior bandeira, mas agora que criei coragem de escrever "esta cartinha", acredito que a sorte está lançada e, espero, esteja do meu lado.
Resolvi "sair do armário", e espero que você fique feliz com esta minha revelação!


terça-feira, 6 de abril de 2010

Viva o amor e abaixo o preconceito!

Sabe que às vezes eu fico muito triste em não poder manifestar publicamente todo o carinho que eu nutro por você? Em geral, as pessoas são muito preconceituosas e não admitem a possibilidade de um amor puro e verdadeiro entre pessoas do mesmo sexo... E é por isso que eu estou escrevendo: para dizer que, para mim, você é a pessoa mais importante do mundo! É com você que eu converso e desabafo. É com você que eu troco angústias, boas expectativas, as melhores esperanças de vida e futuro. É com você que eu tenho total liberdade para pedir conselhos e, também, atenção e cuidados "especialíssimos". Este carinho imenso permite, também, que às vezes eu me mostre frágil e arrependida(o), e vá buscar alento e consolo no teu colo generoso, porque eu sei que você será justa(o) comigo sem se mostrar rude ou irritada(o). E, em síntese, eu acredito que não pode haver amor maior se ele não se traduzir em uma relação baseada em confiança e abertura para que possamos expor nossas fraquezas e feridas. E assim, por não encontrar as palavras para dizer-lhe isto pessoalmente é que eu decidi escrever esta cartinha. Era fundamental para mim confessar esta confiança imensa que eu sinto em você e dizer do prazer e segurança que esta confiança me dá. Acho que isso é amor verdadeiro, mas um amor que, infelizmente, não pode ser explícito e manifesto a todo o momento, sob pena de sermos vítimas da ignorância e do preconceito mais retrógrado que existe.